Ovejas

Outros

Cotações de 26 de Agosto a 1 de Setembro

 


Na semana em análise as cotações médias nacionais dos borregos analisados, de <12 Kg, 22-28 Kg e >28 Kg, não registaram quaisquer alterações em relação à semana anterior.

Na Beira Interior a oferta de borrego foi fraca nas áreas de mercado de Castelo Branco e Guarda e média na Cova da Beira; a procura foi fraca na Guarda, relativamente fraca em Castelo Branco e relativamente animada na Cova da Beira. A procura baixou um pouco em relação à semana anterior na Guarda, no entanto, as cotações dos borregos e das ovelhas de refugo não apresentaram quaisquer alterações nas três áreas de mercado analisadas.

Na Beira Litoral a oferta de borrego foi muito fraca e a procura foi relativamente fraca na área de mercado de Coimbra e fraca em Viseu. A procura, quer de borregos, quer de ovelhas de refugo, revela agora tendência para diminuir, com o final do mês de Agosto e das festas de aldeia e a partida dos emigrantes e turistas. Manutenção generalizada de cotações em relação à semana anterior nas duas áreas referidas, Coimbra e Viseu.

No Ribatejo e Oeste a oferta e a procura de borrego foram fracas nas duas áreas de mercado, Médio Tejo e Ribatejo. Estabilidade generalizada de cotações nas duas áreas.

No Alentejo a oferta de borrego foi relativamente fraca na área de mercado de Elvas, fraca em Estremoz e média nas outras áreas; a procura foi relativamente animada em Estremoz e Alentejo Norte e média nas restantes áreas. Subida de cotações dos borregos de <12 Kg (+5 cêntimos / Kg) e de 22-28 Kg (+10 cêntimos / Kg) no Alentejo Norte.

Em Trás-os-Montes a oferta e a procura de borrego foram fracas, tendo a procura baixado em relação à semana anterior, devido ao final do mês de férias por excelência, Agosto. Deste modo, o volume de negócios baixou significativamente. As cotações dos borregos, de <12 Kg e de 13-21 Kg, sofreram uma redução nas três áreas de mercado analisadas, Alto Tâmega, Terra Quente e Terra Fria, -10 a -50 cêntimos / Kg.

 

 

Fonte: SIMA GPP